Lá pelas tantas

As horas vão passando, você já fez o que te madaram fazer, fez o que tinha que fazer, fez o que queria fazer, está fazendo não sabe mais nem o quê e, se te perguntarem o seu nome, você nega e chama a polícia. Depois diz que foi tudo um equívoco e que a Terra vai explodir mesmo, que essa história de que “planeta velho é que faz gente boa” é mito de ET pra terráqueo dormir sem demora. Às vezes funciona. Às vezes Prozac ajuda. Às vezes o dia amanhace e você esquece de esquecer que falou que esqueceu. Fica nessa de só lembrar o que não interessa e falar de coisa que só faz sentido pra fugitivo do HPAP. Bob Marley me dava razão também, Gessinger!

Anúncios

Sobre Colérica

Nasci nos anos 80 - sim, sou maior de idade, mesmo que não pareça! Estudante de jornalismo (típico caso onde se prefere seguir um sonho a buscar dinheiro). Alheia a novelas, filmes cult, comidas extravagantes e palavras difíceis. Sou fascinada pelo Egito, viciada em batata frita, minha cor favorita é o amarelo e meu cabelo me odeia. Eu tinha uma gatinha, mas ela morreu envenenada. O que mais há para se falar de uma garota?Ah, quase ia esquecendo: sou irônica. O que eu espero do mundo? Menos Vogue e mais Dostoiévski, se é que me entende...
Esse post foi publicado em Crônicas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s