“A arte é a expressão do belo”

Foi numa tarde de Domingo, voltando para casa depois de 24 horas de farra – ao invés de ir à um campeonato de skate com uns amigos –  que eu encontrei na entrada do metrô um velhinho talentoso e simpático:  Seu Fabrício.

Ele tocava saxofone com a alegria de um jovem e a experiência de uma vida longa. Aquele som envolvente me fez parar e apreciar o artista que, no meio de mendigos e meninos de rua, tocava com a mesma dedicação de quem toca em um grande teatro para engravatados cultos.

Fiquei parada, admirada, observando a beleza do momento. Todos que passavam, apressados, não ficavam indiferentes às músicas, que iam de Ellis Regina à Roberto Carlos. Seu Fabrício ainda me fez um agrado: tocou “além do arco íris”. Eu já gostava dessa música na voz da Luiza Possi, imagina ao som de sax?! Perfeita. Me encantou.

Conheça: www.fabriciodosax.com.br

Anúncios

Sobre Colérica

Nasci nos anos 80 - sim, sou maior de idade, mesmo que não pareça! Estudante de jornalismo (típico caso onde se prefere seguir um sonho a buscar dinheiro). Alheia a novelas, filmes cult, comidas extravagantes e palavras difíceis. Sou fascinada pelo Egito, viciada em batata frita, minha cor favorita é o amarelo e meu cabelo me odeia. Eu tinha uma gatinha, mas ela morreu envenenada. O que mais há para se falar de uma garota?Ah, quase ia esquecendo: sou irônica. O que eu espero do mundo? Menos Vogue e mais Dostoiévski, se é que me entende...
Esse post foi publicado em Artigos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para “A arte é a expressão do belo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s